Missa de envio de dom Antônio Tourinho é marcada por homenagens

0
107

Uma missa marcada por homenagens e momentos de alegria e gratidão. Assim foi a celebração eucarística de despedida, presidida por dom Antônio Tourinho, na noite de ontem, 22/01, na matriz de Nossa Senhora de Fátima, Zona Sul do Recife. O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, concelebrou a santa missa, juntamente com o bispo emérito de Nazaré, dom Severino Batista de França, com o bispo de Salgueiro, dom Magnus Henrique Lopes e com o monsenhor José Albérico. Dom Antônio Tourinho é vigário-geral da Arquidiocese de Olinda e Recife e atuou por 2 anos e 11 meses como bispo auxiliar, tendo sido  nomeado pelo papa Francisco, em novembro de 2017, para assumir a recém-criada diocese de Cruz das Almas, na Bahia, no próximo dia 28/01. A matriz paroquial ficou lotada de religiosos, fiéis, amigos, representantes de comunidades católicas, pastorais, paróquias e movimentos, além do clero arquidiocesano.

Dom Fernando Saburido saudou a assembleia e relembrou o primeiro contato que teve com dom Antônio Tourinho, quando de sua nomeação como bispo, para atuar na Arquidiocese de Olinda e Recife, no ano de 2014. “As primeiras palavras de dom Antônio Tourinho me tranquilizaram bastante, pois ele evidenciou o trabalho religioso na unidade com Cristo, me falou que estava rezando para que nós dois fóssemos um”, relatou o arcebispo metropolitano.

Em seguida, dom Antônio Tourinho presidiu a santa missa, que foi permeada pela emoção e demonstrações de carinho. Em sua homilia, dom Tourinho agradeceu pela acolhida de dom Fernando e por todo o apoio que vem recebendo na Arquidiocese: “Fui tratado por dom Fernando como um irmão. Ele sempre fez o possível para que eu me sentisse em casa”, acrescentou. Para abrilhantar a ocasião, o Coral do Movimento Pró-Criança, sob a regência do maestro Otávio Goes, apresentou cinco músicas, entre elas, “Servo por amor”. No momento da bênção final, dom Antônio Tourinho pediu, em um gesto de humildade, para que dom Fernando o abençoasse diante de toda a assembleia presente.

 

 

Após o término da missa, o padre Luciano Brito, pároco da paróquia de Nossa Senhora de Fátima e presidente da Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Comunicação, havia reservado uma surpresa para todos: a apresentação do Maracatu Nação Erê, do bairro de Brasília Teimosa. De repente, todos foram envolvidos pelo ritmo pulsante do Maracatu Nação, ao som de tambores, alfaias e coreografia animada pelas crianças. Dom Antônio Tourinho vai certamente levar na bagagem boas recordações dos tempos na Arquidiocese de Olinda e Recife.

 

(Pascom Arquidiocese)