Dom Fernando celebra Missa de Cinzas e abertura da CF 2018 na Fazenda da Esperança de Jaboatão

0
145

No próximo dia 14 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas, data em que a Igreja Católica inicia a quaresma, o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, celebra Missa às 15h e faz a abertura da Campanha da Fraternidade 2018 na Fazenda da Esperança Padre Antônio Henrique, no distrito de Muribequinha, Jaboatão dos Guararapes. A CF 2018 traz como tema Fraternidade e Superação da Violência, e como lema “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8). Dom Fernando Saburido escolheu a Fazenda da Esperança de Jaboatão para o lançamento da Campanha com o objetivo de chamar a atenção para uma obra que contribui para a redução da violência, para o respeito à dignidade humana e para a cultura de Paz. A Fazenda vem sendo construída há pouco mais de um ano pela Arquidiocese de Olinda e Recife e acolherá dependentes químicos para recuperação.

O arcebispo presidirá a Missa de Cinzas com participação de padres concelebrantes e missionários que irão trabalhar na Fazenda. A Missa e a Quarta-feira de Cinzas têm um significado especial para os católicos, pois assinalam o período inicial da Quaresma, tempo de 40 dias de preparação para Páscoa do Senhor. Durante este tempo, a Igreja Católica convida os fiéis a intensificarem as orações, as penitências, o jejum, a meditação da palavra de Deus, a prática da caridade, buscando a conversão que é a vivência do Evangelho.

Ao convidar a sociedade para debater o tema da violência, a Igreja Católica e a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) pretendem chamar a atenção para o fato de que, por trás de cada vítima, há um rosto, uma narrativa de vida, uma pessoa com potencial para viver, estudar, trabalhar, amar e que teve os seus direitos arrancados pela violência.  A superação da violência inicia pelo respeito à dignidade da pessoa humana, em todas as etapas da existência. Ao optar por este tema – Superação da Violência – a CNBB propõe que toda a sociedade lance um olhar sobre a realidade, ilumine-a com a luz da palavra de Deus e do magistério da Igreja e adote uma atitude sobre a realidade, transformando-a.

No território da Arquidiocese de Olinda e Recife, exemplos de transformação de realidades violentas não faltam. Transformar dor em amor. As atividades pedagógicas desenvolvidas pelo Movimento Pró-Criança, há quase trinta anos, vêm oferecendo para centenas de crianças e adolescentes novas janelas de oportunidades para driblar as estatísticas de violência. No centro do Recife, próximo à Avenida Sul, a Comunidade dos Pequenos Profetas trabalha com crianças em situação de rua e oferece a elas atividades como horta comunitária e oficinas. No município de Vitória de Santo Antão, na comunidade Doutor Alvinho, uma das mais violentas da região, a Igreja e a associação dos moradores trabalham juntos pela inclusão social por meio do ensino de música para crianças e adolescentes. Em Jaboatão dos Guararapes, no distrito de Comporta, a Comunidade Boa Nova resgata da opressão da dependência química dezenas de jovens, oferecendo um tratamento que alia trabalho digno, convivência fraterna e o seguimento do evangelho.

O lema da CF 2018, “Vós sois todos irmãos”, procura resgatar o sentido da fraternidade entre os povos, lembrando que a comunidade é formada por filhos e filhas de um mesmo Pai, iluminados pelo evangelho do Reino de Deus, convidados à não violência.

Histórico da Campanha da Fraternidade e gesto concreto – A Campanha da Fraternidade existe apenas no Brasil e o seu conceito surgiu na Arquidiocese de Natal (Rio Grande do Norte), no episcopado de Dom Eugênio Sales, então arcebispo de Natal, no ano de 1962, na cidade de Nísia Floresta. Desde o seu surgimento, o objetivo da Campanha da Fraternidade é estimular a ação evangelizadora e social. Após aprovação no Concílio Vaticano II, a Campanha da Fraternidade foi estendida para todas as dioceses do Brasil, a partir do ano de 1964.

O gesto concreto da CF se expressa na Coleta da Solidariedade, realizada no Domingo de Ramos, neste ano, dia 25/03. A coleta acontece em âmbito nacional, em todas as igrejas católicas. Quando a campanha é ecumênica, envolve as comunidades cristãs. A arrecadação compõe o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) e os Fundos Diocesanos de Solidariedade; 60% dos recursos são destinados ao apoio de projetos sociais da própria comunidade diocesana. Os 40% dos recursos restantes compõem o FNS que são revertidos para o fortalecimento da solidariedade entre as diferentes regiões do país.

Proposta da Fazenda da Esperança –  O projeto da Fazenda da Esperança de Jaboatão prevê três casas com capacidade para 14 pessoas cada, além de um refeitório, salão de atividades manuais, quadra esportiva e uma capela. O terreno doado pelo município de Jaboatão tem uma área de 30 hectares, sendo que 1,5 mil metros de área construída. A Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica com mais de 30 anos de experiência na recuperação de jovens dependentes químicos. Atualmente, a comunidade se encontra instalada em 15 países. Em Pernambuco, será a quarta unidade a ser construída e a 130ª unidade no mundo. Já funcionam uma em Caruaru e duas em Garanhuns. A de Jaboatão será inaugurada oficialmente em 1º de março.

Serviço: Missa de Cinzas e abertura da Campanha da Fraternidade 2018 – “Fraternidade e superação da violência”, presidida pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido.
Data: 14/02/18 (15h)
Local: Fazenda da Esperança Padre Antônio Henrique/Jaboatão
Endereço: Rua do Lazer, 306, Muribequinha, Lote 56, Jaboatão dos Guararapes-PE. (Entrar na rua Usina Jaboatão, 10, na PE 017)
Informações: (81) 99887-0382

(Pascom AOR)

LEAVE A REPLY