Arquidiocese de Olinda e Recife ordena nove padres neste domingo

0
171

A Arquidiocese de Olinda e Recife irá viver um momento especial neste domingo (17/12): nove jovens pernambucanos consagram suas vidas totalmente a serviço da Igreja, recebendo o Sacramento da Ordem pela imposição das mãos e prece de ordenação do arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido. A ordenação dos nove padres acontecerá às 15 horas, na basílica do Sagrado Coração de Jesus (Colégio Salesiano), no bairro da Boa Vista, em Recife, no mesmo dia em que o arcebispo comemora 33 anos de ordenação presbiteral.

Cerca de 4 mil pessoas participarão da ordenação neste domingo. Prevendo o público, a celebração será realizada na basílica do Colégio Salesiano por sua localização central, por ser uma igreja espaçosa e com presbitério grande o suficiente para os ritos da celebração, como paramentação e prostração (ver detalhes abaixo). Dois telões serão montados do lado de fora da basílica, com sistema de som integrado, e serão disponibilizadas 4 mil cadeiras para acomodar amigos, familiares, conterrâneos e fiéis das paróquias onde os jovens cumpriram seu período diaconal. “Na ordenação diaconal contamos com a participação de 60 padres e três mil fiéis; por isso estamos preparando uma estrutura confortável para este momento tão importante de nossa Igreja particular”, explicou dom Fernando Saburido.

Para o arcebispo, o momento é de muita alegria e bênção. “Receber esses jovens padres é receber um presente do céu, pois colocarão suas vidas integralmente a serviço de Deus, da Igreja e do irmão”, comentou. Dom Fernando lembrou as palavras de São João Maria Vianney, padroeiro dos sacerdotes, que diz que “o padre não é para si, não dá a si a absolvição, não administra a si os sacramentos, ele não é para si, é para vós”.

No dia 5 de agosto, os mesmos jovens receberam a ordenação diaconal na igreja de Santa Izabel Rainha de Portugal, matriz da paróquia Nossa Senhora dos Prazeres, em Paulista. Quem presidiu a celebração foi o então bispo auxiliar da Arquidiocese, dom Antônio Tourinho Neto, que hoje é bispo eleito da diocese de Cruz das Almas, na Bahia. Como diáconos, os nove cumpriram estágios em paróquias da Arquidiocese.

Os nove jovens diáconos que serão ordenados padres são:

ADAILTON DE MOURA SOUSA, 30 anos. Nasceu em Carpina (PE), em 20/01/1987.
CHARLES DE ARAÚJO COSTA, 26 anos. Nasceu em Paulista (PE), em 16/04/1991, mas sempre foi morador de Olinda.
DOUGLAS SEVERO DE MORAES, 25 anos. Nasceu em Recife (PE), em 21/07/1992, no bairro da Mangabeira, zona norte da cidade.
JOSÉ AMARO DOS SANTOS NETO, 28 anos. Nasceu em Recife (PE), em 09/08/1988.
JOSÉ GUSTAVO NASCIMENTO DA SILVA, 29 anos. Nasceu em Escada (PE), em 11/11/1987, tendo sempre morado no município vizinho Amaraji.
KAIO HENRIQUE CAVALCANTI DUARTE LIMA. Nasceu em Moreno (PE), viveu em Jaboatão dos Guararapes.
MARCOS PAULO DA SILVA, 26 anos. Nasceu em Igarassu (PE), em 23/05/1991.
PAULO DUTRA DE MORAIS BARBOZA, 35 anos. Nasceu em Timbaúba (PE), em 18/03/1982.
SÉRGIO MUNIZ DE ANDRADE, 28 anos. Nasceu em Carpina (PE), em 14/12/1988 e viveu em Macaparana.

Celebração (ritos da Ordenação):

O rito de ordenação presbiteral acontece inserido na celebração da missa. A assembleia acompanha, silenciosa, cada fase da solenidade.

Eleição do candidato – Após a Proclamação do Evangelho, o bispo chama o candidato para confirmar sua escolha para a Ordem do Presbiterato. A partir de então, ele é eleito para receber o sacramento da Ordem.

Homilia – É o sermão da missa, no qual se atualiza a Palavra de Deus e se explica o sentido do ato que está sendo celebrado.

Propósito do eleito – O bispo interroga o eleito sobre seu desejo em aceitar o encargo de presbítero. De joelhos e com mão postas entre as mãos do bispo, promete obediência ao bispo e seus sucessores.

Ladainha – O eleito se prostra no chão, em sinal de despojamento, humildade e entrega total a Deus. Todos cantam a Ladainha de Todos os Santos, pedindo o auxílio e a intercessão dos santos para que Deus derrame com largueza a sua graça e sua bênção sobre aquele que foi escolhido para o cargo de presbítero.

Imposição de mãos – Em silêncio, primeiramente o bispo, e depois todos os sacerdotes concelebrantes, impõem as mãos, um por um, sobre a cabeça do eleito, que está de joelhos.

Prece de ordenação – É o momento da administração do Sacramento da Ordem. O bispo pede a Deus que constitua ao eleito o segundo grau do sacramento da Ordem que é o Presbiterato (o primeiro é o Diaconato) e a graça da fidelidade e unidade ao Cristo.

Vestição – O novo sacerdote é revestido dos paramentos próprios do presbítero: estola e casula, sendo auxiliado por dois presbíteros, escolhidos por ele.

Unção com o óleo – O bispo unge as mãos do novo padre com o óleo do Crisma e, em seguida, amarra-as com uma faixa. Normalmente, pais ou padrinhos do novo sacerdote desatam suas mãos, recebendo dele sua primeira bênção.

Entrega do cálice e da patena – O bispo entrega ao novo sacerdote o cálice (com vinho e água) e a patena (com o pão), a “oferenda do povo santo”, e convida a ele que conforme a própria vida ao mistério da cruz do Senhor.

Saudação – Com o abraço e a saudação do bispo ao novo sacerdote, se conclui o Rito da Ordenação. Há a saudação dos concelebrantes e de seus familiares mais próximos. Logo após, segue-se a liturgia Eucarística, já concelebrada pelo novo sacerdote, com a apresentação das oferendas.

Pascom AOR