Jovens que escolheram a vida sacerdotal e religiosa consagrada participam de missa em Olinda

0

A Catedral da Sé, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife, esteve repleta de jovens neste domingo, para a missa de acolhida celebrada pelo arcebispo Dom Fernando Saburido e seu bispo auxiliar Dom Antônio Tourinho. Participaram mais de cem jovens vocacionados à vida sacerdotal e religiosa consagrada que entraram neste ano nos seminários, conventos e casas de formação das diversas congregações e ordens da Arquidiocese.

Esta foi a primeira experiência da Arquidiocese em convidar estes jovens para uma missa de acolhida e envio. Para o arcebispo, a presença e o entusiasmo dos participantes foram sinal de aceitação e agrado. “A vivência e voc2partilha desse momento os anima a levar adiante a vocação e a formação religiosa, cada um em sua congregação e com um carisma específico, de modo que fico feliz em vê-los levando a sério essa escolha tão importante para o crescimento do Reino de Deus”, comentou o arcebispo.

O bispo auxiliar Dom Antônio Tourinho é o vigário episcopal para a Vida Religiosa e Consagrada. Ele expressou seu contentamento com o “sim” dos jovens ao chamado de Deus e ao convite da Arquidiocese para participar desta missa em especial. Após a celebração, Dom Tourinho disse que “é sempre bom ver que as vocações continuam florescendo e que os jovens, apesar de tantas opções oferecidas pelo mundo de hoje, continuam se encantando com o Reino de Deus, ouvindo e aceitando o chamado para a messe e colaborando, com sua força e entusiasmo, para o crescimento da Igreja”.

De fato, até mesmo jovens que já definiram sua área profissional – estando, inclusive, inseridos no mercado de trabalhovoc3 – descobrem na vida religiosa consagrada o seu ideal. É o caso de Elisiane Andrade Lima, de 24 anos, que se formou em pedagogia e agora é aspirante na Congregação das Filhas de São Paulo – as Paulinas. Ela conta que, de início, sua família e seus amigos se assustaram com sua decisão. “Hoje, percebem que minha escolha é o seguimento
de uma vocação que nasceu da vivência da prática cristã, da observância das congregações, do conhecimento da Igreja e de seus serviços, de um chamado especial de Deus, e por isso me apoiam e me fazem persistir na formação”, disse Elisiane.

O jovem Ewerson Tiago Mota, de 19 anos, despertou para a vocação mais cedo. Foi coroinha, participou de movimentos de sua paróquia, em Ipojuca, no litoral sul de Pernambuco, e agora voc6ingressou no Seminário Propedêutico de Igarassu, iniciando uma formação de 10 anos até sua ordenação como padre. “Minha maior influência foi o padre Dejanilson, de Porto de Galinhas, a quem admiro muito, mas muito de minha vocação nasceu por eu ter uma educação familiar, desde criança, voltada para a prática cristã”, contou o seminarista.

Após a celebração, um clima de confraternização tomou conta da Catedral,
com fotos e abraços dos jovens das diversas congregações. Num mundo em que, aparentemente, não há espaço ou tempo para Deus, o jovem vocacionado vem mostrar que sabe ouvir o chamado, largar o barco e seguir Jesus. “E eu vos farei pescadores de homens” (Mt 4-19).

Pascom AOR

voc7

Share.

Leave A Reply