Arcebispo de Olinda e Recife concede bênçãos aos sacerdotes falecidos

0

Recife – Pernambuco (Sexta-feira, 04-11-2016, Gaudium Press) No cemitério Senhor Bom Jesus da Redenção, conhecido como Cemitério de Santo Amaro, situado no bairro de Santo Amaro, o Arcebispo Dom Fernando Saburido presidiu a missa das 10h, concelebrada pelo capelão do cemitério, Padre João Crisóstomo, e pelo Padre Rinaldo Pereira, pároco da Paróquia de São Pedro Gonçalves, no Recife Antigo.

Arcebispo de Olinda e Recife concede bênçãos aos sacerdotes falecidos.jpg

Na ocasião, foi montado um altar sob um toldo na alameda central, em frente à capela, para acolher um extenso público de fiéis que foram rezar por amigos e familiares, na certeza da ressurreição.

Em contato com a imprensa local, Dom Fernando disse que o Dia de Finados é um dia de saudade, mas não de tristeza. Além disso, declarou que ficou feliz por ver diversos grupos de jovens católicos participando deste momento distribuindo terços, fazendo orações e levando carinho e palavras de alento às pessoas que circulavam no local. “É um dia de lembranças e orações. Dia para evangelizar e semear esperança, como fizeram os jovens do grupo Regnum Christi e da comunidade Shalom”, comentou.

Encerrada a cerimônia na Capela do cemitério de Santo Amaro, o Arcebispo de Olinda e Recife abençoou a Alameda das Irmandades, uma construção sustentável com gavetas e ossuários modernos e ecologicamente corretos.

Além disso, Dom Fernando dedicou-se, por alguns instantes, diante do novo túmulo da Irmandade, onde estão os restos mortais dos quatro padres da Arquidiocese que morreram neste ano, incluindo o capuchinho italiano Frei José Maria Del Giudice.

Em seguida, acompanhado por Padre Rinaldo, o prelado aspergiu água benta sobre o túmulo dos padres.

Ao fazer uma análise sobre a tradição dos católicos de visitar os túmulos nesta época, o capelão, Padre João Crisóstomo, afirmou que “é um dia de esperança e não de lágrimas, que nos faz entender que os corpos dos nossos irmãos falecidos não são propriedade nossa, nem no ocidente e nem no oriente”, e que isso gera “uma intercessão de realidade, independente de crenças e culturas”, nos levando “a viver em estado de comunhão com todo o mundo”.

Na parte da tarde, o Arcebispo presidiu a celebração eucarística, em intenção dos fiéis falecidos, no cemitério Parque das Flores, no bairro do Sancho, zona oeste do Recife. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Olinda e Recife

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/83329#ixzz4P5N7lHZG
Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.

Share.

Leave A Reply