Igreja do Pátio de São Pedro reabre as portas em noite histórica

0
145

 

Foram cinco anos que valeram a pena. A antiga concatedral de São Pedro dos Clérigos foi reaberta na noite desta quarta-feira (27/12) com apresentações do Quinteto de Cordas da Orquestra Criança Cidadã, do Quarteto Encore e com celebração eucarística presidida pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido.

Após reformas no telhado, na parte estrutural e elétrica, nos banheiros e renovação do sistema de som e iluminação, a igreja do século XVIII deixa de ser apenas uma fachada no Pátio de São Pedro, ponto turístico do Recife, para voltar a reunir a comunidade católica com missas e atividades pastorais a partir de janeiro.

Dom Fernando comentou, na missa em ação de graças pela reabertura da igreja, que estava com o coração cheio de alegria por voltar ao espaço litúrgico. “Lembro que Dom Helder, em sua gestão, utilizava esse espaço para as principais celebrações da arquidiocese”, disse emocionado. “Fico feliz em podermos devolver ao povo um templo seguro, bonito, agradável, que favoreça a relação das pessoas com Deus”, comentou. “Ao valor histórico e patrimonial da igreja será agregado o valor da evangelização, do serviço, da vida pastoral que é missão de todos nós”, completou.

Desde 2012 a igreja vinha passando por cuidadosos projetos de restauro e manutenção. Agora em condições de funcionar como igreja para o povo de Deus, o arcebispo nomeou o padre Rinaldo Pereira reitor para administrar a antiga concatedral.  Padre Rinaldo é moderador da Cúria, presidente da Comissão de Cultura, pároco de São Frei Pedro Gonçalves e diretor do Museu de Arte Sacra de Pernambuco.

“Desde junho já trabalho com a igreja mesmo fechada; hoje é o resultado do esforço de uma especial equipe da Gerência Geral das Irmandades da Arquidiocese, é o coroamento de um trabalho feito com profissionais qualificados, disponíveis e comprometidos”, comentou o reitor, que deseja que a igreja se torne um lugar de encontro do clero e de oração pelas vocações sacerdotais. “Aceitei a função de reitor como mais uma missão na igreja, com obediência ao arcebispo e com muita gratidão pela confiança que foi em mim depositada”, completou.

Ainda segundo o reitor padre Rinaldo, há um remanescente de 6 milhões de reais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Cidades Históricas que está destinado à igreja de São Pedro dos Clérigos. Um projeto elaborado pelo Iphan e pela Arquidiocese está em Brasília, aguardando aprovação, para que o valor seja liberado e utilizado no restauro dos altares laterais, do altar-mor, das imagens e dos bens móveis integrados que compõem o acervo da igreja.

Entre os desafios do novo reitor estão o restabelecimento da vida pastoral da igreja (tarefa difícil por se tratar de um bairro comercial) e a sustentabilidade, pois é preciso que a igreja se mantenha sempre bom estado para a população. “Para isso procuraremos fazer como outras igrejas históricas no Brasil afora: pediremos aos visitantes para colaborarem com um valor simbólico para visitação (R$ 5 e R$ 2,5)”, comunicou. A partir de janeiro, haverá missas às quartas-feiras, no horário de meio-dia, quando os comerciantes locais estarão na pausa para o almoço.

A servidora pública Daniela Barazzone, moradora do bairro de Boa Viagem, participou da celebração de reabertura da Igreja de São Pedro. Foi a primeira vez que entrou na igreja. “Só via por fora e achava muito bonita, mas hoje quando vi o interior fiquei encantada”, comentou. Para Daniela, o funcionamento da igreja no centro da cidade chamará a atenção das pessoas que circulam na área, dando opção de mais um lugar e horário para participar das missas. “Espero que os fiéis venham para cá, porque esse lugar é uma bênção”, exclamou.

A missa desta quarta-feira de reabertura foi concelebrada pelo bispo eleito de Cruz das Almas, dom Antônio Tourinho Neto; pelo reitor, padre Rinaldo; pelos vigários episcopais da Arquidiocese de Olinda e Recife e por outros sacerdotes que atuam na Arquidiocese. Estiveram presentes à celebração representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, além de amigos e colaboradores da Igreja como a deputada Terezinha Nunes e a jornalista Jô Mazzarolo.

A igreja de São Pedro dos Clérigos faz parte da irmandade de São Pedro dos Clérigos. O conjunto do pátio de São Pedro (igreja e casario colonial) foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1938. O Pátio possui um calçamento de pedras irregulares do século XIX e um gradil de ferro que delimita o átrio da igreja, cujo piso é de ladrilhos de barro. Em nível municipal, a área está classificada como Setor de Preservação Rigorosa.

Anúncio – Durante a celebração na Igreja de São Pedro dos Clérigos, o arcebispo anunciou os nomes de padre João Carlos Magalhães como novo coordenador da Comissão Arquidiocesana para a Pastoral Presbiteral, e o padre Paulo Augusto Oliveira como vice-coordenador, pelo período de dois anos. Os padres terão a missão de animar e articular os demais presbíteros na vida em comunidade na arquidiocese. “Agradeço a confiança de dom Fernando e espero em Deus que eu possa contribuir para que cresça a fraternidade entre os presbíteros neste período”, disse padre João Carlos.

Pascom AOR

LEAVE A REPLY