Sé de Olinda prepara-se para a festa do Santíssimo Salvador do Mundo

0
174

partir do dia 03/08, a Arquidiocese de Olinda e Recife inicia a programação da festa de São Salvador do Mundo, padroeiro do município de Olinda e titular da catedral da Sé Metropolitana. Os festejos acontecem de 03 a 06/08, com tríduo preparatório, procissão e missa. No dia 06/08, às 7h da manhã, acontece na Sé de Olinda a alvorada festiva, com repique de sinos e queima de fogos; às 16h, ocorrerá a procissão com o andor da imagem do Santíssimo Salvador do Mundo, saindo da igreja de Nossa Senhora de Guadalupe, rumo à catedral da Sé, no Sítio Histórico, para a celebração da Missa Solene, que inicia às 17h, presidida pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido.

A paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Bairro Novo, Olinda, promove o tríduo em honra ao padroeiro de Olinda. A programação tem início em 03/08 (18h30), com uma carreata conduzindo a procissão da bandeira partindo da matriz de Bairro Novo em direção à Sé de Olinda, e a celebração da Santa Missa, às 19h30 presidida pelo monsenhor Lino Duarte, Vigário Geral da Arquidiocese e pároco da paróquia de Nossa Senhora de Fátima, Bairro Novo. Nos dias 04 e 05/08, as missas na Sé Metropolitana acontecem às 19h30.

No dia 06/08, a Igreja comemora a festa da Transfiguração do Senhor. Jesus se revela no monte Tabor, diante dos Apóstolos Pedro, Tiago e João, mostrando-lhes nesta revelação a Face de Deus e que Ele é realmente o seu Filho Predileto. Todos os cristãos são também chamados a contemplar a Face de Deus nos pobres, nos doentes, nos marginalizados, naqueles que sofrem todo tipo de perseguição e de morte. Com a festa da Transfiguração do Senhor, Deus se revela para a humanidade em Jesus Cristo e ensina que os fiéis católicos precisam cultivar uma profunda intimidade com Ele, que é Amor e Misericórdia. A divina manifestação do monte Tabor, revelando aos três apóstolos a imagem prefigurada do Reino dos Céus, aconteceu para reforçar nos seguidores de Cristo a convicção no íntimo do coração e, mediante as realidades presentes, cressem nas futuras.

(Pascom Arquidiocese)