ENCERRAMENTO DA PEREGRINAÇÃO DA IMAGEM DE NOSSA SENHORA APARECIDA NA DIOCESE

0

01“Ó incomparável Senhora da Conceição Aparecida. Mãe de meu Deus, Rainha dos Anjos, Advogada dos pecadores, Refúgio e Consolação dos aflitos e atribulados, ó Virgem Santíssima, cheia de poder e bondade, lançai sobre nós um olhar favorável, para que sejamos socorridos em todas as necessidades.”

Impelidos de amor e gratidão a Nossa Senhora Aparecida por tantas bênçãos e graças terem sido derramadas durante a sua visita,às comunidades paroquias da Diocese de Palmeira dos Índios é que numerosa multidão de fiéis devotosWhatsApp Image 2017-04-24 at 22.11.42 e seus respectivos párocos se fizeram presentes na procissão de encerramento de sua Peregrinação, que saiu da cidade de Dois Riachos, nesse último domingo, o da Misericórdia, em direção a Catedral diocesana.

Ao passar pelos povoados, sítios e cidades que se localizam a margem da BR-316, fiéis se aglomeravam para saudar Nossa Senhora, a Mãe do Céu morena. Na humildade e simplicidade de seus gestos, pediam a Mãe que continuasse a interceder por suas necessidades.

Ao chegar a Catedral, juntamente com os fiéis que lá esperavam ansiosos a chegada da Mãe Aparecida, bem como a comunidade indígena Xucuru-Kariri, o bispo diocesano, Dom Dulcênio, presidiu a Sagrada Eucaristia, tendo como concelebrantes os demais padres que compõem a Diocese. Logo após a saudação inicial, o Padre Thiago Matos, chancele17991145_1454296061279305_1083858255903761865_nr da Cúria, fez a leitura do decreto pelo qual se instituiu a Catedral Diocesana de Nossa Senhora do Amparo como Santuário Mariano.

Em sua prédica, meditando a liturgia do segundo domingo da Páscoa, o domingo da Divina Misericórdia, Dom Dulcênio, presenteou o povo com uma belíssima catequese, quando refletindo a incredulidade de São Tomé, fez um paralelo apresentando a fidelidade de Nossa Senhora. Esta que é bem-aventurada porque acreditou, e sua confiança que superou no martírio da Cruz; pois não duvidou, mas permaneceu de pé ao lado de Seu Filho. Enquanto Tomé desejava tocar as Santas Chagas de Cristo para crer, Nossa Senhora simplesmente confiou, crendo nas promessas de Seu Filho.02

Olhando para a Mãe Aparecida, o pastor diocesano exortava o povo a buscar viver suas virtudes, principalmente a de confiar e despojar-se de si, em detrimento da vontade do Pai. Convocou ainda, para suplicar a Mãe querida, pelo país, o qual tem sofrido com a miséria política e social, que afugenta e exclue aqueles que vivem as margens periféricas das comunidades.

A celebração seguiu com a entoação da Ladainha de Nossa Senhora, pela qual os fieis unem-se em oração à Mãe por todos, seus queridos filhos, e de modo particular, pelas mães que sofrem por terem seus filhos vítimas da violência massacrante.

Antes da Bênção Final os jovens tlcistas fizeram uma bonita apresentação que emocionou os presentes, pois recordou a aparição da Virgem nas águas do rio Paraíba. Na oportunidade, ainda, Dom Dulcênio, anunciou que esta réplica de Nossa Senhora Aparecida ficará na Diocese numa capela que será construída em Major Isidoro. Também informou que o diácono Ronny Denisson, será o novo diretor espiritual da Juventude. Com a Imagem de Nossa Senhora em mãos, o senhor bispo, concedeu a Solene Benção.

(Edivânia Alves de Oliveira – PASCOM – Santana do Ipanema)

 

Share.

Leave A Reply