Jesus é misericordioso. Artigo escrito por Dom Lucena

0

Jesus é misericordioso

 A misericórdia de Jesus para com os pecadores e todos os sofredores é ressaltada no trecho do Evangelho (Lc 7,36-8,3) deste XI Domingo do Tempo Comum. Jesus é misericordioso também com aqueles que, em muitas ocasiões, se mostravam seus adversários ou inimigos, como os fariseus. Neste texto bíblico, um fariseu convida Jesus para uma refeição. Ele quis convidar Jesus à sua casa porque tinha ouvido falar bem dEle. E enquanto se encontram sentados à mesa, entra uma mulher conhecida por todos na cidade como uma pecadora (Lc 7,37). Esta, sem dizer uma palavra, coloca-se aos pés de Jesus e cai aos prantos. As suas lágrimas banham os pés de Jesus e ela as enxuga com os seus cabelos, depois beija-os e os unge com um óleo perfumado que levou consigo. Jesus se mostrou misericordioso para com o fariseu, aceitando entrar em sua casa e sentar-se com ele para partilhar a refeição. Contudo, o fariseu não foi capaz de entender e aceitar o gesto misericordioso de Jesus para com a pecadora. Enquanto o fariseu julga os outros com base nas aparências, aquela mulher, com os seus gestos, exprime com sinceridade o seu coração. Aquele, mesmo tendo convidado Jesus, não quer se comprometer nem envolver a sua vida com o Mestre. A mulher, ao contrário, se confia plenamente a Ele com amor e com veneração.Reconhece-se pecadora, quebrada, infiel; sem máscara nenhuma, mostra-se ao Senhor e suplica sua misericórdia. Por isso, pode ouvir: “Teus pecados estão perdoados. Vai em paz!” O perdão é expressão de amor e, por isso, quanto maior o perdão oferecido, maior o amor demonstrado. Não basta amar quem nos ama. Não basta fazer o bem a quem nos faz o bem. Para mudar o mundo para melhor é necessário fazer o bem a quem não é capaz de nos retribuir, como o Pai fez conosco, doando-nos Jesus. Comove-nos a atitude de Jesus: não escutamos palavras de desprezo, não escutamos palavras de condenação, apenas palavras de amor, de misericórdia, que convidam à conversão, à vida nova.

A mulher perdoada demonstra a fé em Cristo. Tal experiência da misericórdia de Deus, com humildade e fé, torna-se fonte de vida nova e de paz: “Vai em paz!”. Esta rica expressão resume a nova situação daquela mulher e de todos os que recebem o perdão de Deus: caminhar numa vida nova feita de paz. Como proclama bem o Salmo 31: “feliz é o homem que foi perdoado”, convidando-nos a reconhecer os nossos pecados e a buscar o perdão de Deus. Feliz quem vive do perdão de Deus! Feliz quem vive do perdão aos irmãos! Felizes os misericordiosos como o Pai!

Em sua misericórdia, o Senhor Jesus nos convoca à constante mudança de vida. Para nos alimentar no caminho da conversa. A misericórdia de Deus prevalecerá diante de todas as fraquezas humanas e, dos corações transformados, brotaram vidas novas. Também somos convidados ao encontro com Jesus, reconhecendo em nós as marcas profundas do pecado, abrindo-nos à misericórdia e nos deixando transformar. É esta, muitas vezes, a nossa dificuldade: compreender que somos todos pobres diante de Deus; precisamos dele, a ele devemos abrir nossa mente, nosso coração, nossa vida. Aí, sim, o Reino de Deus começará a acontecer e Deus em Cristo reinará de verdade na nossa vida e, através de nós, na vida do mundo.

Faça o bem, meu irmão minha irmã, sem esperar nada em troca. Assim fez o Pai conosco e nós devemos fazer o mesmo. Faça o bem e siga adiante!

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena – Bispo de Guarabira(PB)

Share.

Leave A Reply