Arquidiocese convida para a missa de despedida de dom Antônio Tourinho Neto (22/01)

0
255

“As pessoas que espalham amor não têm tempo nem disposição para jogar pedras.” A frase, da baiana Bem-Aventurada Irmã Dulce dos Pobres, retrata o momento que vivencia a Arquidiocese de Olinda e Recife, tomada de gratidão pelas terras baianas, que espalham frutos santos pelo Brasil. Esta Igreja Particular está envolvida pela atmosfera de gratidão e de saudade. Na próxima segunda-feira, 22/01, às 19h30, o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, presidirá a missa de despedida de dom Antônio Tourinho, que atua como vigário-geral e desempenhou a função de bispo auxiliar e foi nomeado em novembro último, pelo papa Francisco, para assumir a recém-criada diocese de Cruz das Almas, no Recôncavo Baiano. A celebração eucarística será na igreja matriz de Nossa Senhora de Fátima, em Boa Viagem, zona sul da capital pernambucana. A expectativa é de que compareçam à celebração de despedida inúmeros membros do clero arquidiocesano e de fiéis dos diversos movimentos, comunidades e pastorais católicas, ovelhas que tiveram contato com a presença alegre e motivadora de dom Antônio Tourinho, em sua passagem pela Arquidiocese de Olinda e Recife.

Morador do bairro de Boa Viagem, dom Tourinho é uma pessoa de hábitos simples. Quando a agenda permite, costuma fazer caminhadas no calçadão da orla de Boa Viagem para cuidar da saúde. O seu fiel escudeiro, o motorista Nivaldo, conduz com atenção dom Antônio Tourinho aos compromissos pastorais, cuidando de seus paramentos e sempre atento à pontualidade e aos destinos programados. Dom Tourinho desperta o apreço das pessoas com facilidade. Sempre que pega carona com o arcebispo, dom Fernando Saburido faz questão de selecionar músicas de cantores baianos, como Caetano Veloso, para dom Tourinho escutar no trajeto e aplacar a saudade de sua terra natal, a Bahia. Gentileza, carinho, fé, respeito, testemunho, altruísmo, diálogo e espiritualidade vão ficar marcados na Arquidiocese de Olinda e Recife, como selos da presença de dom Antônio Tourinho Neto, o “padre Tom, de Jequié”, que cativou os pernambucanos.

Posse do primeiro bispo de Cruz das Almas – A Arquidiocese de São Salvador da Bahia – Sede Primacial do Brasil, na pessoa de seu arcebispo, dom Murilo Krieger, convida a todos para a instalação da diocese de Cruz das Almas (BA) e para a posse de seu primeiro bispo diocesano, dom Antônio Tourinho Neto, no dia 28/01/2018 (10h), na matriz de Nossa Senhora do Bom sucesso, futura catedral em Cruz das Almas.  A Celebração Eucarística será presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello.  O arcebispo da arquidiocese de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, vai participar da solenidade.

Desmembrada da arquidiocese de São Salvador da Bahia, a diocese de Cruz das Almas localiza-se no recôncavo baiano e vai agregar sob a sua circunscrição os seguintes municípios: Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Cruz das Almas, Governador Mangabeira, Maragogipe, Muritiba, Santo Amaro, São Félix, Sapeaçu e Saubara.  Dom Antônio Tourinho esteve atuando como bispo auxiliar na arquidiocese de Olinda e Recife desde janeiro de 2015 até 22 de novembro de 2017, quando foi nomeado bispo da diocese de Cruz das Almas.

Em 21/12, aconteceu a primeira visita de dom Tourinho à nova diocese de Cruz das Almas, Bahia. Acompanhado por dom Murilo Krieger, Arcebispo de São Salvador da Bahia e por dom Hélio, bispo auxiliar de Salvador, o bispo eleito encontrou-se com o clero local (sacerdotes e diáconos permanentes) para tratarem da solenidade de ereção canônica da diocese e da posse episcopal.

(Pascom Arquidiocese)