Arcebispo convoca população para caminhada orante pelo Brasil

0
261

Arquidiocese promove três dias de oração pela justiça social no Brasil

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) convocou a população brasileira para um dia de oração pela justiça social no país. Na Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido decidiu estender esse dia em três momentos, para que haja maior adesão dos fiéis, nos locais onde possam participar.

O primeiro momento acontecerá em nível vicarial: no dia seis de setembro, cada paróquia definirá sua programação, convocando os paroquianos para a oração. O Vicariato Cabo, por exemplo, rezará pelo Brasil no encerramento da Semana Missionária, com caminhada às 18 horas em frente à matriz de Nossa Senhora do Bom Conselho, em Ponte dos Carvalhos. Está confirmado ainda um ato de oração pelo Brasil na Pracinha do Diário, às 16 horas, no centro do Recife.

No feriado de Sete de Setembro, será mantido o Grito dos Excluídos, às 9h na Praça do Derby, com o tema “Por direitos e democracia, a luta é todo dia”. Será o segundo momento de oração pelo Brasil. O evento, que acontece desde 1995, objetiva valorizar a vida e anunciar a esperança de um mundo melhor, denunciando a estrutura opressora e excludente do sistema político, social e econômico brasileiro.

Como terceiro momento de oração, o arcebispo de Olinda e Recife aproveita a realização do 4º Congresso Missionário Nacional, que acontece pela primeira vez no Recife. “Convido a população do Recife e das cidades próximas para uma caminhada no dia 8 de setembro, às 19 horas, da Praça do Derby até a Igreja das Fronteiras, onde morou Dom Helder”, disse dom Fernando. Segundo o arcebispo, será uma peregrinação curta, mas significativa, alegre, orante, “que fará chegar ao céu nossa oração pela justiça social no país”, concluiu. Os congressistas missionários, vindos de todas as partes do Brasil, sairão do Colégio Damas, onde acontece o congresso, e se juntarão à população na Praça do Derby.

Como Igreja que se preocupa com os mais pobres e necessitados, atenta às decisões políticas e sociais dos governantes, a Arquidiocese participa dessa corrente nacional de oração por um Brasil mais justo, de sociedade mais igualitária e fraterna, com acesso aos direitos básicos para uma vida digna e em comunhão com Deus.

Pascom AOR